Esqueceu sua senha?

Não tem problema! Escreva seu CPF no campo abaixo e você receberá um e-mail.

Verifique seu e-mail!

Enviamos um e-mail para: emaildosusuario@mail.com

Ah! Não esqueça de ver sua caixa de spam!

Caso haja algum problema, ligue para 0800 643 0401

Blog do Sebrae/SC

Voltar
20190410 Sebrae NPV Planejamento estratégico para sua empresa Parte 1.1 - Conheça o eco fashion e saiba como tornar o mercado de moda sustentável

Conheça o eco fashion e saiba como tornar o mercado de moda sustentável

PUBLICADO EM 25 de outubro de 2017

O impacto causado pelas ações sustentáveis tem mobilizado diversos setores econômicos que buscam a adoção de práticas que influenciem positivamente para o meio ambiente e para o posicionamento da marca no mercado, atraindo e mantendo clientes. Decisões como escolha de fornecedores, extração e produção da matéria-prima, uso de agrotóxicos no algodão, formato de venda e até descarte do produto feito pelo consumidor, são fatores que devem ser considerados para a implantação da sustentabilidade no vestuário.

Conceito eco fashion

O redesign determina uma maneira de projetar novas peças reutilizando as que seriam descartadas. A sustentabilidade na moda redesenhou esse conceito, abrangendo um redesenho e modernização de peças que já existem. O conceito eco fashion surge a partir daí como um movimento e estratégia que reposiciona marcas e até estilo de vida. O eco fashion é visto também como a moda do futuro, pois cada vez mais os estilistas têm inovado na utilização e reutilização de peças feitas a partir de diversas matérias-primas naturais que não comprometem o meio ambiente. Através da criatividade essa moda está conquistando novos públicos e surpreendendo aqueles que não utilizavam materiais tradicionais.

Principais nichos da moda sustentável

As possibilidades de nicho são divididas em tipos de clientes, produtos, serviços ou conteúdo. Dessa forma é possível obter mais foco em cada ação. Conheça os principais nichos do mercado de moda:

  • Produção com fibras naturais ou recicladas: fazem a utilização de materiais orgânicos na fabricação de peças. Bambu, algodão orgânico, lã e cânhamo são exemplos de peças que fazem a reutilização da água e não utilizam inseticidas.
  • Produção com materiais descartados: materiais como garrafas PET recicladas e retalhos, podem ser utilizados na fabricação de tecidos, quando normalmente seriam descartados.
  • Produção de Ecojoias ou biojóias: acessórios produzidos a partir de elementos naturais, como sementes, conchas, ossos, fibras etc. É importante atentar-se se todos os processos garantem práticas sustentáveis.
  • Produção de ecobags: são bolsas ou sacolas produzidas com materiais biodegradáveis, sem adição de produtos químico ou nocivos. Fazem a utilização de tingimento natural e possuem grande vida útil devido à resistência.

Quer conhecer mais sobre este mundo? Quem sabe entender o impacto da utilização de recursos sustentáveis é uma boa forma de se inserir nesse mercado. Recomendamos o site “O que você fez pelo planeta hoje” que conta sobre diversas oportunidades que podem ser adotadas para fazer a diferença no mundo agora e amanhã!

Fontes: Diário da Terra, Instituto by Brasil, Moda Ecológica.

Comentários


Ver mais comentários

Você precisa estar logado para comentar! Cadastre-se ou faça seu login!